Sobre os noivos

Como é bom recordar! Conheça os detalhes da nossa caminhada até esse grande sonho do nosso casamento.

Quando nos conhecemos, nem imaginávamos que um dia tudo isso acabaria como um final de conto de fadas, nenhum de nós tinha o sonho de casar como "manda o figurino", mas aos poucos agente foi querendo ficar cada vez mais juntos, e dividir com todos nos familiares e amigos nossa felicidade, e com isso o casamento começou a se tornar um sonho!  O coração aperta, o dia foi escolhido, vai passar voando.. e começa a passar um filme de tudo o que passamos para chegar até aqui. E como é bom relembrar cada pedacinho da nossa história de amor.

A era dos aplicativos de celular..

Entrei no Tinder pra ver como era. Apesar de sempre que digo essa frase as pessoas riem ou dizem “ah ta!” desacreditando da veracidade dessa afirmação, é verdade. Claro que também queria conhecer gente nova, mas sem expectativas. Vou começar explicando como cheguei até lá antes de contar o “novo começo”, como prefiro chamar.

Eu tinha terminado "casamento" de bastante tempo. Foi difícil jogar fora todo esse tempo de convivência, familia, filhos, mas as vezes acontece. Levei algumas semana pra digerir tudo e enxergar as coisas com clareza. Sim, foi rápido, mas quem disse que a gente tem que sofrer muito tempo? E foi aí que resolvi baixar o Tinder, sobre o qual já havia ouvido falar, mas não entendia bem como funcionava. Fiz o login e no início me diverti bastante apertando tantas vezes aquele bendito “X”. Conversei com alguns caras, mas nada demais.

Até que apareceu um cara, com uma foto com uma criança, me identifiquei, resolvi clicar. Fui passando as fotos e achei ele uma gracinha. Apertei o coraçãozinho sem pensar muito. Então, deu “match”! Não lembro exatamente o que conversamos em um primeiro momento ou quem puxou assunto, só sei que a conversa me agradou e saímos do Tinder para conversar no Whatsapp.

Ele me dava “bom dia” todos os dias e dizia que eu era linda sempre que podia. Aquilo fazia eu me sentir especial. Conversávamos o dia inteiro, até altas horas da madrugada.  Pensei muitas vezes “Gente, tem alguma coisa errada! Esse cara é muito legal.” e todas aquelas coisas que pensamos quando alguma coisa é boa demais pra ser verdade. Um dia, depois de mais de uma semana conversando, que pareceu muito mais tempo porque nos falávamos muito, ele disse que queria me ver. Fiquei nervosa, mas eu também queria. Demoramos alguns dias pra conseguir nos encontrar porque parecia que o universo estava conspirando contra. Até que conseguimos, com uma carona de uma consulta medica pra casa, uma conversa e nada mais.

No dia seguinte, acordei com um “bom dia” e nos dias seguintes continuamos nos falando muito e nos vendo sempre que dava. Quem nos via juntos, dizia que parecia que nos conhecíamos há muito tempo. 

Conversei com algumas amigas e eu estava com medo porque eu tinha terminado um "casamento" há pouco tempo e tinha medo do que as pessoas pensariam e do que minhas filhas pensariam. Começamos a namorar um mês depois de nos encontrarmos pela primeira vez. 

Já ouvi muita gente dizer que não existe amor no Tinder, eu discordo. Só acho que a gente tem que parar de procurar, deixar as coisas acontecerem naturalmente. Lógico que num aplicativo que você entra a fim de conhecer gente nova, acaba criando uma certa expectativa sobre encontrar alguém. Mas não se cobre demais, as melhores coisas acontecem quando a gente não espera.

Imagem Sobre
Imagem Sobre
Imagem Sobre
Imagem Sobre
Imagem Sobre